© Pedro Menezes
© Pedro Menezes
© Câmara Municipal do Porto Santo
© Neide Paixão
© Câmara Municipal do Porto Santo
© Élvio Sousa
© Susana Fontinha
© Élvio Sousa
© Francisco Fernandes
© António Aguiar
© Susana Fontinha
© Élvio Sousa
© Pedro Menezes
© Filipe Viveiros
© Élvio Sousa
© Pedro Menezes

Alterações climáticas

 

Enquanto território insular com sistemas naturais sensíveis e com uma economia frágil, o Porto Santo apresenta uma forte vulnerabilidade às alterações climáticas, constituindo uma temática fundamental para o desenvolvimento sustentável da Reserva.

Vista do Pico Espigão © Virgílio Gomes 

Implementar medidas de atuação para a mitigação das alterações climáticas, reduzindo as emissões de gases com efeito de estufa de origem antrópica, nomeadamente através da redução da utilização de fontes de energia de origem fóssil, no sector dos transportes, na produção de eletricidade, em edifícios e infraestruturas públicas, e atuar ao nível da adaptação, para atenuar os efeitos das alterações climáticas para a população, infraestruturas, património natural e construído, e atividades económicas, constituem orientações cruciais no âmbito da gestão da Reserva da Biosfera da Ilha do Porto Santo.

Outra das ameaças a considerar é a alteração de habitats e ecossistemas de espécies-chave, com perda de biodiversidade, e  o aumento de fenómenos extremos (secas, incêndios, perda de solos, entre outros), favorecendo a desertificação e a improdutividade dos solos. 

A mitigação ao fenómeno das alterações climáticas e o reforço na aplicação de medidas de adaptação e de atenuação dos seus efeitos, nos valores humanos e patrimoniais, constituem desígnios do Plano de Ação, preconizado no âmbito da gestão da Reserva e contemplados no eixo estratégico de intervenção relativo às ‘Alterações climáticas’.

A concretização dos objetivos e ações preconizadas fomentará a produção e o intercâmbio de conhecimento científico, tecnológico e tradicional, envolvendo a comunidade científica, decisores políticos e grupos de cidadãos; bem como dará visibilidade ao Porto Santo, enquanto laboratório vivo e modelo demonstrativo de um exemplar equilíbrio entre a conservação da natureza e as atividades humanas, por via de um trabalho em rede e de partilha, entre diferentes agentes, privilegiando o desenvolvimento local.

 

Promotores

logo CMPS           logo DRAPS           logo Folclore       logo aream

Logo SRA        Logo IFCN

Back to Top